Pesquisa da UnB analisa efeitos da pandemia no trabalho de psicólogos


De acordo com o estudo, as principais dificuldades percebidas pelos profissionais foram a alteração da rotina; impossibilidade ou restrição de atendimento presencial; e grande volume de trabalho e sobrecarga

No cenário em que a pandemia da covid-19 gera consequências na saúde da população, os psicólogos assumem papel importante para auxiliar no enfrentamento aos agravos. No entanto esses profissionais, também, têm sentido os efeitos da crise sanitária no cotidiano. Ao buscarem entender as implicações da pandemia sobre a atuação de psicólogos nas diferentes políticas públicas setoriais, pesquisadores do Instituto de Psicologia (IP) da Universidade de Brasília (UnB) lançaram o projeto Impactos da pandemia de coronavírus para a psicologia nas políticas públicas.

O estudo visa conhecer a realidade da categoria neste período. A iniciativa é coordenada pelo professor Pedro Henrique Antunes da Costa, do Departamento de Psicologia Clínica (PCL/IP), e tem o envolvimento de cinco discentes da graduação em psicologia da UnB. De acordo com a pesquisa, as principais dificuldades enfrentadas pelos psicólogos foram: a alteração da rotina; impossibilidade ou restrição de atendimento presencial; grande volume de trabalho e sobrecarga; receios de usuários dos serviços e da equipe de profissionais; e carências estruturais intensificadas com a pandemia, como a insuficiência ou ausência de equipamentos para trabalho.

Com um importante papel nas políticas públicas e no combate à covid-19, os profissionais de psicologia precisaram se reorganizar para que fosse possível lidar com as necessidades de trabalho evidenciadas neste período. Devido às bruscas mudanças nas rotinas, tanto da população em geral como desses trabalhadores, a preocupação com a saúde mental precisou ser reforçada.

Contexto

A pesquisa identificou as potencialidades da atuação da classe no momento. É esperado, principalmente, que o estudo possa colaborar com o diagnóstico do trabalho de psicólogos nas políticas públicas neste contexto de pandemia, além de subsidiar debates relacionados à psicologia e políticas públicas, de forma a contribuir para o fortalecimento da atuação desses profissionais.

As informações foram coletadas por meio de questionário on-line aplicado a profissionais de todo o país. Até o momento, os dados analisados possibilitaram a construção de um panorama preliminar sobre as atividades mais demandadas no trabalho de psicólogos durante a pandemia e as implicações do atual quadro sanitário no dia a dia.

Fonte: Correio Braziliense – Por: Bárbara Fragoso


16 de novembro de 2020

0 respostas em "Pesquisa da UnB analisa efeitos da pandemia no trabalho de psicólogos"

Deixe sua mensagem

Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho © 2019. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Nunes Dev.